Obras de ampliação da Estrada do Mergulhão chegam a 75%

Uma das maiores ações de nova pavimentação, lançada pelo Pacote de Obras do programa Avança São José, durante o primeiro semestre deste ano, é a ampliação do paralelepípedo na Estrada do Mergulhão. Próxima de atingir 75% a obra, que é dividida em vários trechos, faz parte da política de recuperação da malha viária do município.

Com o custo estimado em R$1,6 milhão, a partir desta obra estão sendo implantados novos paralelepípedos com drenagem, paisagismo e sinalização de trânsito em vários trechos da Estrada. Entre os locais por onde passa a nova pavimentação estão a Rua João Bortolan, a Estrada para o Capão Grosso e a Rua Augusto Micrute que, após a Ponte Rio Pequeno, recebe blocos no maior trecho único do projeto, com extensão de 666,52 metros.

Quando encerrada a obra, a Estrada do Mergulhão terá recebido novos blocos em mais 1,7 km de extensão. A pista terá sete metros de largura e haverá ainda um espaço compartilhado ao lado da Estrada, com ciclovia e pista de caminhada.

A escolha do bloco de paralelepípedo para a continuação da pavimentação na Estrada do Mergulhão leva em consideração uma série de fatores. Além deste tipo de estrada já ser considerado parte da tradição do local, o paralelepípedo traz algumas vantagens sobre o asfalto. A pavimentação asfáltica, por ser escura, absorve luz do sol e calor durante o dia e este aquecimento excessivo, somado ao tráfego pesado, pode provocar o derretimento ou o enrugamento da pista.

Já o paralelepípedo reflete a luz e por ter a maior parte de sua estrutura enterrada no solo, facilita a dispersão do calor. Ao contrário do asfalto, as estradas de paralelepípedo permitem a entrada das águas da chuva do solo, através dos espaços entre os blocos, o que diminui os riscos de alagamentos na pista. A resistência, a durabilidade e a manutenção fácil e de baixo custo são outros atrativos deste tipo de pavimento.

Nesta semana o trabalho de colocação dos blocos está concentrado na Rua João Bortolan, próximo a curva do pesque e pague do Cachimbo. Indicada pela comunidade como prioritária nesta região, a obra foi acolhida pelo executivo municipal através do programa de Consultas Públicas em 2013. Com operários e máquinas na pista durante todo o dia, a Prefeitura alerta para que os motoristas dirijam com mais atenção quando passarem pelo local.

Foto: Bruno Duda/PMSJP

Filé mignon grelhado com risoto de creme de parmesão

Filetto al Pepe Verde é o nome do prato criado pelo chef Mário Tacconi, do restaurante Fratelli: trata-se de filé mignon grelhado com uma dose carregada de molho de pimenta verde. Anote a receita e prepare em casa:

Para o filé mignon grelhado com molho de pimenta verde:
Ingredientes:
250g de filé mignon
25ml de azeite extravirgem
25g de farinha de trigo
1 pitada de sal
2 colheres (sopa) de shoyu
2 colheres de mostarda Dijon escura
100ml de creme de leite fresco
20g de pimenta verde em conserva
50ml de conhaque

Modo de preparo:
Temperar o filé mignon com sal e passar na farinha de trigo. Em seguida, em uma frigideira antiaderente, adicione o azeite e o filé, em fogo baixo. Deixe grelhar por três minutos cada lado. Coloque a pimenta e depois flambe com o conhaque. Após essa etapa, adicione o shoyu, a mostarda e o creme de leite e mexa até chegar a uma textura encorpada. Adicione uma pitada de sal a gosto e reserve.

Para o risoto de creme de parmesão:
Ingredientes:
125g de arroz arbóreo italiano
50ml de azeite extra virgem
30g de cebola bem picada
Sal (a gosto)
25ml de vinho branco
500ml de caldo de legumes
25g de queijo grana padano ralado
20g de manteiga

Modo de preparo:
Em uma panela preaquecida refogue a cebola com o azeite sem deixar dourar. Colocque o arroz e o sal. Depois, adicione o vinho branco e espere que ele evapore. Em seguida, adicione aos poucos o caldo de legumes já quente e mexa, sem parar, por aproximadamente 13 minutos, em fogo baixo. Quando o caldo já estiver seco, coloque a manteiga, o queijo e finalize com um fio de azeite.

Fonte: Gnt.globo.com | Foto: Divulgação.