Obras de ampliação da Estrada do Mergulhão chegam a 75%

Uma das maiores ações de nova pavimentação, lançada pelo Pacote de Obras do programa Avança São José, durante o primeiro semestre deste ano, é a ampliação do paralelepípedo na Estrada do Mergulhão. Próxima de atingir 75% a obra, que é dividida em vários trechos, faz parte da política de recuperação da malha viária do município.

Com o custo estimado em R$1,6 milhão, a partir desta obra estão sendo implantados novos paralelepípedos com drenagem, paisagismo e sinalização de trânsito em vários trechos da Estrada. Entre os locais por onde passa a nova pavimentação estão a Rua João Bortolan, a Estrada para o Capão Grosso e a Rua Augusto Micrute que, após a Ponte Rio Pequeno, recebe blocos no maior trecho único do projeto, com extensão de 666,52 metros.

Quando encerrada a obra, a Estrada do Mergulhão terá recebido novos blocos em mais 1,7 km de extensão. A pista terá sete metros de largura e haverá ainda um espaço compartilhado ao lado da Estrada, com ciclovia e pista de caminhada.

A escolha do bloco de paralelepípedo para a continuação da pavimentação na Estrada do Mergulhão leva em consideração uma série de fatores. Além deste tipo de estrada já ser considerado parte da tradição do local, o paralelepípedo traz algumas vantagens sobre o asfalto. A pavimentação asfáltica, por ser escura, absorve luz do sol e calor durante o dia e este aquecimento excessivo, somado ao tráfego pesado, pode provocar o derretimento ou o enrugamento da pista.

Já o paralelepípedo reflete a luz e por ter a maior parte de sua estrutura enterrada no solo, facilita a dispersão do calor. Ao contrário do asfalto, as estradas de paralelepípedo permitem a entrada das águas da chuva do solo, através dos espaços entre os blocos, o que diminui os riscos de alagamentos na pista. A resistência, a durabilidade e a manutenção fácil e de baixo custo são outros atrativos deste tipo de pavimento.

Nesta semana o trabalho de colocação dos blocos está concentrado na Rua João Bortolan, próximo a curva do pesque e pague do Cachimbo. Indicada pela comunidade como prioritária nesta região, a obra foi acolhida pelo executivo municipal através do programa de Consultas Públicas em 2013. Com operários e máquinas na pista durante todo o dia, a Prefeitura alerta para que os motoristas dirijam com mais atenção quando passarem pelo local.

Foto: Bruno Duda/PMSJP