Você sabia que ricota não é queijo? Entenda mais sobre essa fonte de proteínas!

Você sabia que a ricota, produto derivado leite que é muito utilizado nas mais diversas preparações de pratos dietéticos, não é propriamente um queijo? Apesar de comumente ligarmos esse alimento a um tipo de queijo branco ele não pode ser considerado, graças a seu processo de fabricação. Saiba mais sobre esse curioso laticínio!

Nascida na Itália, a ricota é subproduto da fabricação de queijos como o provolone . Ela é um alimento muito nutritivo e de poucas calorias, a porção recomendada diária de 30 g (o que equivale a dois pedaços pequenos) tem apenas 52 kcal aproximadamente. Por ser feito com o soro do leite é excelente fonte de proteínas e tem muito menos gordura do que os “queijos de verdade”: sua composição é de 50% de gordura, e a versão light tem apenas 10%.

“A ricota é um derivado do queijo, porém com baixo teor de gordura. É preparado com o soro do queijo, e normalmente os queijos são preparados com o coalho do queijo”, explica a nutricionista Liliam Francisco.

Benefícios da ricota para a saúde

Sendo queijo ou não, a ricota é um alimento muito completo e interessantíssimo para integrar as mais variadas dietas. O laticínio é perfeito para quem está em busca do equilíbrio da saúde, ainda mais por sua quantidade reduzida de sódio, mineral que em excesso causa inchaço por retenção líquida e aumenta pressão arterial. Um de seus maiores benefícios é a grande quantidade de cálcio, que fortalece dentes e ossos prevenindo a osteoporose, além de ajudar a acelerar o processo de ganho de massa muscular magra.

Além do cálcio, a ricota também é fonte de vitaminas A, B, D e E, e outros minerais como zinco, iodo, selênio, potássio e fósforo, todos importantes para que o corpo execute suas funções com equilíbrio e eficiência.

Dos componentes que podem ser encontrados na ricota, com certeza são as proteínas que estão em maior concentração. O macronutriente é imprescindível para o bom funcionamento do nosso corpo, já que este não produz todos os aminoácidos (formadores das proteínas) sozinho. A quantidade de proteínas que necessitamos diariamente varia de acordo com o nível de atividade física que fazemos e peso corporal, mas geralmente devemos ingerir no mínimo 0,8 g a cada 1 kg de peso corporal. Para se ter ideia da quantidade considerável do nutriente encontrado na ricota, uma porção de meia xícara de ricota integral tem aproximadamente 14,1 g de proteína, o que equivale a quase um terço da quota diária para um adulto de 60kg.

 

Fonte: http://www.conquistesuavida.com.br/