Você conhece o significado da ceia de Natal?

Tradição se espalhou pelo mundo e cada país acrescentou algumas particularidades

É dezembro e o Natal se aproxima. Já está mais do que na hora de pensarmos e começarmos a nos preocupar com a ceia. Por isto, nos próximos dois encontros, falaremos um pouco mais sobre a ceia de natal. Para começar, que tal entender de onde surgiu a Ceia de Natal?

A Ceia de Natal teve início com um antigo costume dos europeus que deixavam as casas abertas no dia de Natal para receber viajantes e peregrinos, e juntos, as visitas e os anfitriões confraternizavam a data de Natal.

Uma grande variedade de pratos era preparada para esta comemoração. Com o passar dos anos, essa tradição se espalhou pelo mundo e cada país acrescentou alguma particularidade. A adição do peru na ceia, por exemplo, é uma tradição norte-americana que atualmente enfeita a ceia de outros países como o Brasil.

Nos Estados Unidos o peru foi consumido durante anos para comemorar a primeira grande colheita, surgindo assim o hábito de consumi-lo para celebrar datas importantes como o Dia de Ação de Graças e o Natal.

Cada país tem sua peculiaridade quanto à ceia de natal. Se você fosse passar sua ceia de Natal na Alemanha iria se deparar com uma mesa repleta de carne de porco e muitos doces como pão de mel e amêndoas torradas. Muito diferente de quem irá passar o Natal na Polônia onde é proibido comer carne vermelha nesta data. Neste país, as ceias de Natal são compostas de peixes acompanhados de vinho branco.

Já os franceses preferem peru e frutos do mar como as ostras. E não se assuste se você encontrar uma ceia de Natal no meio da praia! Na Austrália, assim como no Brasil, as festividades natalinas acontecem durante o verão e por isto as pessoas costumam fazer a ceia de natal em praias e na mesa não pode faltar o pudim de ameixas flambadas como sobremesa.

Na África do Sul, também se comemora o natal durante o verão, e é comum colocar mesas do lado de fora das casas e saborear a ceia ali mesmo.

Sabemos que a ceia de natal envolve muitas tradições familiares já que é o momento de nos reunirmos para comemorar o nascimento do menino Jesus. Algumas famílias fazem a ceia com suas próprias receitas “secretas”, outras comem apenas os pratos natalinos tradicionais. Ainda temos aquelas famílias em que cada casal leva sua “especialidade” para que todos possam contribuir de alguma forma para a ceia. Este é o espírito natalino que não deve morrer.

Fonte: http://correio.rac.com.br/

Foto: Christiano Diehl Neto/Gazeta de Piracicaba