Uva controla a pressão arterial, é anticâncer e antienvelhecimento

A uva é uma das frutas mais saudáveis. Por ser rica em glicose e frutose é um alimento que dá bastante energia, por isso é uma ótima opção de lanche.

Ela também tem alto valor calórico, por isso deve ser consumida com moderação. Apesar da doçura, ela não causa pico glicêmico porque é rica em fibras.

A fruta faz muito bem para a saúde. A uva diminui a possibilidade de formar coágulos, controla a pressão arterial, ajuda no funcionamento do intestino, é anticâncer, anti-inflamatória, antienvelhecimento, antimicrobiana.

Estudos também mostram que uma taça de vinho ou um copo de suco de uva por dia diminui a chance de problema cardíaco.

“As uvas e os sucos são ricos em diversos compostos: açúcares, composto fenólicos, como procianidina, o resveratrol, que são substâncias antioxidantes, que protegem o organismo de doenças originadas de processos oxidativos”, explica o doutor em engenharia de alimentos, Marcos Lima.

O suco ajuda a nos proteger da diabetes, colesterol alto, hipertensão e doenças degenerativas como Alzheimer e Parkinson.

A uva pode ser encontrada em diversas formas: in natura, suco, vinho, uva passa, geleia de uva, óleo de uva, farinha de uva. A farinha e o óleo são extraídos da semente e têm grande valor nutricional.

Tanto um quanto o outro são de fácil digestão e podem ser usados em pratos doces ou salgados, já que o sabor da uva é bem neutro. Pão, bolo, biscoito, macarrão, iogurte, patê, saladas. Todas as receitas podem ter uma pitadinha de óleo ou farinha de uva.

Uva verde ou uva vermelha?
A única diferença entre elas é que a uva vermelha tem mais polifenol que a verde. Mas ambas contêm vários nutrientes, como vitamina C, minerais, carboidratos e polifenóis, que protegem o coração, são anticâncer, anti-inflamatório, antienvelhecimento e antimicrobiana. Os polifenóis estão concentrados nas sementes e na casca da uva.

Como escolher a uva
Veja algumas dicas:

– Procure uvas com ‘cabinhos’ verdes;
– Examine as cores das uvas para determinar se estão maduras (as brancas apresentam tom esverdeado e as tintas tons violáceos escuros);
– Verifique se as uvas apresentam aromas frescos e doces;
– Procure sinais de fungos, como mofo, nos cachos de uva.

Manchas esbranquiçadas na casca da uva são devido à presença de resíduos da calda bordalesa, que nada mais é do que a mistura do sulfato de cobre com a cal. A calda está presente superficialmente na casca da uva e pode ser eliminada após lavar em água corrente.

Fonte: g1.globo.com/bemestar/noticia