Entenda os tipos de vinhos e as diferenças entre eles

O vinho é produzido a partir da fermentação alcoólica do suco que sai das uvas amassadas.

Os tipos de vinhos variam de acordo com a cor, com a quantidade de açúcar e gás carbônico, e com o teor alcoólico.

O tipo de uva utilizado é um dos fatores mais determinantes para diferenciar um vinho do outro. A espécie mais cultivada no mundo é a Vitis vinifera, que origina diversos tipos de uvas, como as francesas merlot e cabernet, ou as italianas prosecco e nebbiolo.

O nome do vinho costuma estar maior, em destaque. Logo abaixo do ano, que pode ser tanto o ano de colheita como o ano de engarrafamento, vem o nome da uva.

Pode ter também o país e/ou a região de onde ela vem (Bordeaux, Alsace, por exemplo), o distrito da vinícola, a sua comunidade e a plantação ou o castelo que deu origem ao vinho.

Quanto ao preço, nem todos os vinhos que são baratos são ruins. Marcas que fazem vinhos famosos de qualidade também produzem vinhos mais simples e de baixo custo, com processo mais rápido de fabricação e menos tempo de envelhecimento.

Vinho Tinto

É feito com uvas escuras (tintas).

Costuma ser mais encorpado e possui pouco açúcar. Alguns podem ter uma pequena parcela de uvas brancas. Combina com carne vermelha, risotos, massas e queijos em geral. (Ou até com peixes gordos, como o bacalhau).

Vinho Branco

É feito com uvas brancas (verdes) tipo Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling, Torrontés e Pinot Grigio, entre outras, ou com a poupa de uvas pretas. Tem um sabor mais frutado e cor clara. Combina com peixes, frango, carne de porco, frutos do mar, queijos e saladas.

Vinho Rosé

É feito apenas com uvas escuras. Fica com a cor rosada porque a casca da uva fica pouco tempo em contato com a uva amassada. Por isso dá a impressão de ser uma mistura de vinho branco com vinho tinto. Combina com frango, carne de porco, peixes, frutos do mar, saladas e petiscos.

Quanto ao sabor

Vinho seco

Usa uvas mais nobres, as chamadas viníferas, próprias para a produção de vinho. Tem um gosto mais forte e contém pouco açúcar. É o favorito dos especialistas em vinhos, porque deixam mais em evidência os aromas e os sabores. Conhecido como vinho fino, combina com carnes, queijos, pizza e petiscos.

inho Suave

Usa uvas de qualidade inferior, tipo a Isabel e a Concord, mais indicadas para geleias e sucos, e tem açúcar na composição. É o chamado “vinho de mesa”, mais doce do que os outros, mais barato e encontrado com mais facilidade. Combina com pratos leves, petiscos e sobremesas.

Vinho Doce

É diferente do suave porque não tem adição de açúcar e utiliza uvas nobres. O açúcar presente vem da própria uva, retido com métodos especiais, como a interrupção brusca do processo de fermentação, geralmente de frutas de colheita tardia, mais maduras, portanto, mais doces. Combina com doces, frutas e sobremesas.

 

Fonte: http://www.vix.com