Os diferentes tipos de Tomate

O tomate é um fruto que surgiu na América do Sul, na região da Cordilheira dos Andes, e foi descoberto e levado para a Europa entre os séculos 15 e 16, no período das Grandes Navegações.

Desde então, se popularizou, principalmente depois que a Itália desmitificou a ideia de que era um fruto venenoso. No Brasil, há oito tipos de tomates entre os mais consumidos.

Além da origem das sementes, várias características determinam quais são os tipos ideais para molhos, saladas, espetinhos e até drinks! Conheça as diferenças entre eles.

Tomate Carmem 

Conhecido também como tomate Longa Vida, é o mais consumido no País, responsável por cerca de 75% da produção. Tem alta durabilidade graças aos genes da composição, mas esses mesmos genes também influenciam no sabor e no aspecto. É um tomate mais aguado e amarelado, ideal para salada, mas ruim para molhos, que tendem a ficar mais alaranjados e sem sabor.

Tomate Caqui ou Gaúcho

É um tipo que costuma ser graúdo, alguns chegam a pesar quase 500 g. Não é um tomate incrível para molhos, mas é excelente, por exemplo, para fazer vinagrete, já que não é muito adocicado, mas bem fresco.

Tomate Holandês

Costuma ser vendido em bandejas com os ramos juntando os frutos. É importante prestar atenção se o ramo está bem verde. Se estiver com um tom marrom não está bom para consumo. É um tomate mais adocicado e excelente para salada. Tem esse nome porque era importado da Holanda, mas hoje é plantado aqui. É mais caro por ser raro.

Tomate Débora 

Também é conhecido como tomate combate. É um curinga porque serve para fazer salada e molho. É menos ácido que o Carmem, mas tem mais sementes. Também é muito indicado para fazer tomate seco.

Tomate Italiano

As pessoas reconhecem mais facilmente porque tem um formato alongado. É o melhor tomate para fazer molhos porque tem menos sementes e é bem mais carnudo. Também é ideal para fazer o drink Bloody Mary, já que seu suco é menos aguado e o sabor, mais concentrado. A desvantagem é que dura pouco tempo e não é dos mais baratos.

Tomate Cereja 

É um minitomate com bastante líquido e sabor bem refrescante. É ideal para saladas e também para fazer canapés e espetinhos.

Sweet Grapes 

Tem o formato parecido com o de uma uva, por isso o nome. É o tomate italiano em versão mini e está na moda nos restaurantes vegetarianos ou que focam em saladas. É mais adocicado, carnudo e caro.

Dica importante! Nunca refrigere os tomates. Eles devem ser armazenados fora da geladeira e com o topo, onde fica o ramo, para baixo.

Fonte: gourmet.gruposinos.com.br