A Cuca na história

A Cuca na história. Conheça a tradição alemã.

A “Cuca” na Alemanha é chamada de Streuselkuchen, que significa “bolo de flocos”. Em alemão: Kuchen (fala-se Kuran)= “bolo”, Streusel (fala-se Stroisel)= “granulado” ou “flocos”, traduzindo Cuca de Farofa.

O bolo Kuchen (fala-se Kuran) (cuca) – é uma massa coberta por uma farofa crocante, à base de manteiga – vendida como uma tradicional e genuína receita.
Os principais ingredientes da farofa são farinha, açúcar e manteiga.

Hoje, as variações, que fazem a cabeça e o estômago dos apreciadores da tradicional receita são diversas, tanto que já há até a versão salgada. A cobertura vai de uva, banana, coco, chocolate, goiabada, queijo, nata e as salgadas de linguiça.

Veio da Alemanha

A Streuselkuchen (Fala-se StroiselKuran) tem seu lugar de origem a antiga Silésia (Schlesien), seguido pela Prússia (Preußen) de onde um considerável número de alemães veio para construir vida no Sul do país.Então, a cuca chegou ao Brasil por meio dos europeus e é, essencialmente, uma espécie de bolo-pão tradicional da Alemanha que, na região Sul do Brasil, passou a fazer parte do cardápio cotidiano desde a imigração alemã.

Importante dizer que antigamente a cuca era um prato raro que só era servido em ocasiões como Natal, Páscoa, dias nacionais, etc. Porque a matéria-prima principal, farinha e açúcar, eram caros. Só mais tarde a cuca se tornou popular em toda Alemanha e sempre foi servida com as frutas da sua estação como damasco, ameixa, peras, maçãs, cerejas, etc.

Com os imigrantes alemães, esta sobremesa típica foi reconhecida no mundo inteiro. Os fatores que alavancaram seu sucesso foram a praticidade do preparo e o custo dos ingredientes e que oferece um sabor neutro podendo combinar com qualquer fruta ou geleia da região.

Fonte: cucasfinas.blogspot.com.br