Cuca alemã – uma tradição germânica

Quem fala em culinária alemã logo vai citar pratos como joelho de porco (Eisbein), marreco recheado (Gefüllte Ente) ou chucrute (Sauerkraut). Mas é claro que não pode faltar a cuca alemã!  A cuca alemã é  uma massa doce, praticamente um bolo-pão que se tornou famosa no Brasil é ótimo para inicinates da cozinha.

A cuca alemã degustada no Brasil é o “Blechkuchen” degustado na Alemanha, os tradutores automáticos em geral direcionam para “Kuchen“, mas na Alemanha refere-se a bolo ou torta.

Blechkuchen” que é um bolo raso feito geralmente em uma assadeira de alumínio que tem duas ou três camadas (a nossa tradicional cuca):

  • 1ª camada: mistura doce de farinha
  • 2ª camada: alguma fruta ou geléia
  • 3ª camada: uma farofa crocante

Não existe nenhuma receita básica para a cuca alemã mas uma coisa é certa: todas as misturas levam: farinha de trigo, manteiga, açúcar, ovo e fermento.

Importante dizer que antigamente a cuca alemã era um prato raro que só era servido em ocasiões como Natal, Páscoa, dias nacionais, etc. Porque a máteria prima principal, a farinha, era cara. Só mais tarde a cuca alemã se tornou popular em toda Alemanha e sempre foi servida com as frutas da sua estação como damasco, ameixa, pêras, maçãs, cerejas, etc. A receita pode ser enrriquecida com  ingredientes mais finos como creme de leite, queijo fresco (cream cheese) e/ou queijo quark, por exemplo.

Com os imigrantes alemães esta sobremesa típica foi reconhecida no mundo inteiro. os fatores que alavancaram seu sucesso foram a praticidade do preparo e o custo dos ingredientes e que oferece um sabor netro podendo combinar com qualquer fruta ou geléia da região.

Fonte: heikograbolle.wordpress.com