Conheça a História das Geleias

Conheça a História das Geleias.

A geleia é um tipo de doce de fruta que não contém toda a polpa de semente de fruta e tem um aspecto semitransparente e uma consistência gelatinosa, devida à pectina das frutas.

Tradicionalmente a geleia de frutas é feita cozendo os frutos, ou partes deles, com bastante líquido (água, sumo/suco de frutos ou vinho) e açúcar, e depois se coa, se tornando numa pasta quase transparente quando arrefece.

Uma geleia tradicional em Portugal é feita com as cascas e caroços do marmelo, depois de usar a polpa para fazer marmelada.

Também se chamam geleias ou gelatinas (ou jellies) as sobremesas fabricadas com gelatina ou pectina, açúcar ou adoçante artificial, corantes e aromatizantes com sabor a frutas, fabricadas industrialmente. No sul do Brasil, um doce de frutas semelhante à geleia é chamado de “chimia”.

Ela é feita com o bagaço e, às vezes, também com a casca da fruta.

Desde tempos remotos, a conservação dos alimentos sempre foi uma preocupação da humanidade. A técnica utilizada para fazer geléia é um capítulo importante dessa história, pois foi criada para preservar diferentes tipos de fruta. Em geral, as geleias duram até duas semanas se forem armazenadas em vidros hermeticamente fechados na geladeira.
É possível fazer geleia com pedaços de frutas ou com a polpa batida e passada por uma peneira, para ficar mais transparente.
Existe geléia de uma infinidade de frutas, mas algumas são melhores por conter maior quantidade de pectina (substância natural que dá consistência à preparação),como maçã, laranja, limão,morango, uva, manga, jabuticaba, pêssego e abacaxi.
Muitas geléias importadas trazem no rótulo a denominação marmelada – termo criado no século 17, no reinado de Carlos II, na Inglaterra. Conta à história que sua esposa, a rainha portuguesa Catarina Henriqueta de Bragança, por sentir-se
solitária, costumava convidar as amigas para tomar chá à tarde, hábito que teria originado o famoso chá das cinco. Nessas ocasiões, ela servia um tipo de geléia de marmelo. Hoje, as marmeladas são feitas de frutas cítricas com a casca.
A palavra ’geleia’ tem sua origem do francês ’gelée’, que significa solidificar ou gelificar. Reis e rainhas serviam geleias em louças de prata e as ofereciam a seus convidados.
A origem das conservas de frutas – as compotas, geleias e frutas cristalizadas – é creditada aos árabes, mais exatamente aos mesopotâmicos, que a utilizavam, sobretudo, para fins medicinais.