Chocolate e vinho: aprenda a fazer essa combinação na Páscoa

Chocolate e vinho: aprenda a fazer essa combinação na Páscoa.

Tradicional na Páscoa, o ovo de chocolate aparece mais uma vez como opção saborosa nas gôndolas dos mercados. Branco, ao leite, amargo e até com amêndoas, é difícil resistir a uma série de variedades. Mas se sozinho o doce já é bom, especialistas aconselham um acompanhamento para deixá-lo ainda melhor: o vinho. A combinação requer alguns cuidados, mas desde que feita corretamente, o sucesso é garantido.

O ideal é optar por chocolates menos doces, com pelo menos 60% de cacau, mas qualquer tipo pode virar uma boa dupla com a bebida. “É preciso buscar o equilíbrio. Quando se tem algum extremo, como muito açúcar no vinho ou no alimento, vai ficando mais difícil harmonizar. Por exemplo, se você escolher um chocolate ao leite com vinho seco, a bebida vai ficar muito amarga depois da sobremesa. Tudo depende do gosto, mas algumas combinações facilitam”, aconselha Lucas Sartori, sommelier da Domno.

Como se não bastasse ser gostosa, a combinação entre vinho e chocolate também faz bem à mente, segundo uma pesquisa feita da Northumbria University, na Inglaterra. Isso porque os dois são ricos em polifenóis, que ajudam a dilatar as veias e aumentam a oxigenação do cérebro.

Seja para beneficiar a mente ou o paladar, veja a seguir dicas para harmonizar vinho com chocolate e deixar a Páscoa com gostinho especial.

Chocolate ao leite
Os apaixonados por chocolate ao leite devem escolher um vinho doce para acompanhá-lo, como o vinho do Porto. Assim, nenhum sabor se sobressai e anula o outro. A enóloga Flávia Cavalcanti, da Vinícola Perini, indica o Perini Éden, um vinho branco fortificado, elaborado a partir da combinação de uvas finas aromáticas, com alto grau de maturação. “É ideal para acompanhar sobremesas a base chocolate ou mesmo um ovo de páscoa puro, até com menor percentual de cacau”, indica.

Sugestões: Moscatel, espumante Brut,  Demi-Sec e  Merlot

Chocolate meio-amargo
Chocolates com 50% de cacau são de fácil combinação e podem ser acompanhados com diversos tipos de tintos, sejam eles jovens ou encorpados. Boas dicas são o Cabernet Sauvignon, Shiraz e Merlot.

Chocolate amargo
Para os chocolates com mais de 70% de cacau, uma dica é optar por rótulos tintos secos sem passagem por madeira, como os Merlots jovens. Acima deste percentual, vale escolher a bebida com leve passagem por madeira,  como Cabernet e Merlot. “Se a opção for por um espumante, sugiro um brut de Chardonnay e Pinot Noir no método Charmat longo ou tradicional (champanoise)”, explicou o sommelier da Cooperativa Vinícola Garibaldi, Maiquel Vignatti.

Chocolate branco
Chocolate branco pode ser combinado com vinho branco ou tinto. Uma dica é escolher rótulos com fermentação malolática, que dá um toque amanteigado à bebida e ajuda a harmonizar com o doce. “Chocolates com recheio de frutas cítricas, por exemplo, podem ser harmonizados com espumante moscatel. A mesma indicação vale para os chocolates brancos, pois são mais gordurosos e a as borbulhas e acidez do espumante ajudam a ‘limpar a língua’”, completa Flávia.

Fonte: culinaria.terra.com.br