Ceia de natal e vinhos: como harmonizar

Ceia de natal e vinhos: como harmonizar?

Pernil, peru, bacalhau…Apesar de os pratos de Natal se repetirem todo fim de ano, há, ainda, quem erre na hora de combiná-los com a bebida. Para evitar esse mico, que pode arruinar o jantar, contamos quais tipos de vinho escolher de acordo com o cardápio. Tem até sugestões para harmonizar com panetones.

Pernil, lombo e outras carnes de porco leves
A carne de porco tem sabor delicado, mas pode ser gordurosa. Então, o mais indicado é um vinho de sabor menos intenso e acidez elevada, como os espumantes, brancos mais leves (sem barrica), rosés delicados (como os da Provença) e tintos leves (como os Pinot Noirs).

Peru
Normalmente é servido assado (o que concentra sabores), recheado com farofa (que dá uma secada no prato) e com frutas para decorar (traz um toque agridoce). Nesse caso, fique com os brancos secos, com passagem por barricas (como os Chardonnays da América do Sul e suas notas untuosas e toques de baunilha ou até um Riesling demi-sec.). São excelentes escolhas, pois possuem sabores concentrados, acidez boa, mas não muito alta, e sempre deixam um sabor adocicado na boca.

Bacalhau
Existem muitas formas de se preparar um bacalhau, mas algumas características são comuns em todos os preparos: sabor forte, com toque salgado e bastante gordura, principalmente dos azeites de oliva. Esses tipos de prato pedem vinhos com mais intensidade de sabor, uma acidez elevada e nenhum tanino – que, quando entra em contato com o sal do bacalhau, traz sensações picantes e desagradáveis ao paladar. Considere desde um Champagne ou Cava até os vinhos brancos de grande estrutura.

Salpicão
É um prato de sabor muito peculiar, pois cada um faz de um jeito. Mas, com base na receita mais popular – que leva frango, cenoura, pimentões, seleta de legumes, passas, creme de leite e, algumas vezes, batata palha –, cheia de sabores, invista em Merlots, Syrahs, Chardonnays e Rieslings. Opte, também, por rótulos mais leves, como os Cabernets Sauvignon da Califórnia.

Nozes e castanha
Os vinhos de entrada, como os espumantes e rosés, são excelentes para acompanhar esse momento de petiscos. Mas vale lembrar que igual a uma harmonização com um Jerez não há!

Panetone
O maior clássico do fim de ano, feito com frutas cristalizadas, é normalmente harmonizado com os doces espumantes Moscatel. Se o panetone for de chocolate, os vinhos do Porto tintos ou o francês Banyuls são as melhores escolhas.

 

Fonte: revistacasaejardim.globo.com