Casamento no frio | Dicas para não errar no inverno

Confira essas dicas:

Decoração

1. Capriche nas estruturas de aquecimento do local

O local e o clima onde será realizado o casamento deve ser pensado com muito cuidado para evitar desconforto para os convidados. Manu Miano, do Fatto Manu, aconselha, que em regiões onde o frio é mais intenso, como sul e parte do sudeste, as festas ao ar livre sejam evitadas no inverno, mas, ressalta, se essa for a vontade do casal, a solução é caprichar na estrutura para aquecer os convidados com aquecedores a gás, painéis revestidos com flores ou tecidos para formar uma parede discreta que também proteja do frio, aconselha.

2. Escolha cores, flores e mobiliários com cores aconchegantes

A escolha do tom da decoração e do mobiliário também é responsável por trazer a sensação de aconchego para o cerimonial. Os tecidos com texturas mais grossas como camurça, veludo e couro, além de elementos como tapetes e cortinas são algumas opções que Vanessa Barros, da Boutique de Cena, sugere para ocasiões como essa.

As cores invernais fazem toda diferença na composição do espaço, por isso, as profissionais costumam optar por tons pastéis mesclados com aqueles mais fechados. “As cores são fundamentais na concepção da decoração; estabelecem a identidade visual do casamento e compõe um ambiente singular e personalizado”, explica Manu, que prefere adaptar a linguagem visual da festa ao local onde é realizada, ao invés de se prender apenas a paradigmas da estação. “Nas regiões mais quente do país, o inverno pode significar um sinônimo de ocasiões voluptuosas, mais sensuais e até apimentadas, por isso acrescento cores puxando para o vermelho queimado, o carmim e o cereja”, conclui.

As flores da estação completam o ambiente: flores de cerejeira, boca-de-leão, copo-de-leite, gipsófila (mosquitinho), flor de ervilha e de pereiras, tulipas, rosas, astromélias, orquídeas tipo chuva-de-ouro e cymbidium. Além de sementes, folhas e galhos secos. Porém, aconselha Manu, mesmo sendo da época, é preciso tomar cuidado para que o frio e aquecedores não estragarem ou murchem as flores.

3. Mime os convidados com presentes para aquecê-los!

Também é possível disponibilizar mantinhas pelo espaço, para que os convidados possam se aquecer.

Use detalhes mais quentes na decoração

Na hora de pensar nos pequenos detalhes, Manu gosta de finalizar porta-guardanapos com barbantes rústicos e usar suplats de couro. Já quando o assunto são festas ao ar livre, Vanessa prefere lareiras portáteis ao invés de aquecedores, para deixar o ambiente mais delicado.

Buffet

Quando as temperaturas diminuem, normalmente a fome aumenta, por isso, se preocupar com o cardápio da festa é um passo que demanda bastante atenção. Antes de decidir o menu, é preciso pensar no local da festa e naquilo que deixará o convidado o mais confortável possível. Se os convidados sentirem muito frio, eles vão embora antes.

5. Faça um cardápio mais calórico para matar a fome dos convidados

Para evitar que a festa acabe mais cedo, opte por um cardápio mais calórico, com carnes, aves e sopa, uma vez que as pessoas comem mais no inverno. Tudo sempre aquecido com rechauds, que ganham uma proteção extra contra o vento caso a festa seja ao ar livre. Para acompanhar tudo, a indicação  é o vinho tinto, que de tão importante nessa época do ano, pode até substituir o champanhe. “Os noivos podem deixar o champanhe para hora do brinde, no resto do tempo, pode ser substituído pelo vinho tinto, que não pode faltar no inverno”.

 

 

 

Fonte: revista.icasei.com.br