As taças ideais para cada tipo de vinho

As taças ideais para cada tipo de vinho.

Será que existe um tipo de taça para cada vinho? Qual taça eu devo usar? Escolher a taça é uma tarefa importante e, nem sempre, tão fácil. Assim como há uma enorme diversidade de vinhos no mundo, também há uma variedade significante de taças.

A escolha para um vinho específico não é apenas uma questão de etiqueta ou convenção. Uma boa taça irá realçar as principais características da bebida, cor, aroma e sabor. Por isso, vamos te ajudar a escolher a taça ideal para cada tipo de vinho.

  1. Para os vinhos tintos

Existem dois tipos mais comuns de taças para os vinhos tintos, a Bordeaux e Borgonha, batizadas com esses nomes em homenagem as famosas regiões produtoras da França.

As taças Bordeaux foram feitas para abrigar vinhos mais encorpados e ricos em tanino, feitos principalmente a partir da uva Cabernet Sauvignon. Elas possuem o bojo grande, mas têm a borda mais fechada para evitar a dispersão de aromas, concentrando-os.

É indicada para Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Syrah, Tannat, entre outras uvas.

Já a Borgonha, é em formato balão (ou seja, com bojo maior do que as Bordeaux) para que haja mais contato com o ar, o que permite que o buquê se libere mais rapidamente. Este recipiente foi feito para que o vinho explore muito o nariz.

É ideal para Pinot Noir, Rioja tradicional, Barbera Barricato, Amarone, Nebbiolo, entre outras.

b.Para vinhos brancos

A taça ideal para consumir vinhos brancos é de corpo médio, devido a necessidade de serem servidos em baixa temperatura. Com aba estreita, distribui o vinho de forma uniforme em todas as partes da língua, enfatizando seu frescor, doçura e acidez de maneira equilibrada.

  1. Para vinhos rosés

A taça dos rosés costuma ser menor que a dos brancos, mas com bojo maior. Ela deve acentuar a acidez do vinho, equilibrando assim sua doçura. Dica: poucas marcas possuem uma taça específica para os rosés, se não encontrar, pode usar a mesma do vinho branco.

  1. Para espumantes e champagnes

Taça fina com bojo alto e boca estreita, as chamadas flute. Esse tipo de taça é a ideal, pois mantém as borbulhas por mais tempo, realça e direciona os aromas para o nariz, potencializando a delicadeza e frescor dos espumantes e champagnes.

  1. Taça ISO

Achou que é muita taça para o seu armário? Existe uma taça coringa no mercado! Ela foi desenvolvida em 1950 dentro dos padrões ISO (International Standards Organization). Pode ser um bom modelo para começar o seu acervo. Ela é relativamente pequena e totalmente cristalina. Seu bojo é maior e ela é fechada na parte de cima. É boa especialmente para a parte aromática.

Você não precisa de centenas de taças para apreciar um bom vinho, mas sabendo escolher, você terá uma experiência gustativa diferente e mais prazerosa.

 

Fonte: http://adegabrasil.com.br/