Aposte no arroz: saiba os principais benefícios do grão que pode ser o mais novo aliado da sua dieta

Mesmo carregando o fardo de ser um carboidrato, o arroz teve sua redenção diante da febre das dietas sem glúten (afinal, o cereal não carrega essa substância vista como uma das vilãs do emagrecimento).

Uma pesquisa feita pelo Baylor College of Medicine, centro de estudos localizado no Texas, Estados Unidos, comprovou que quem consome uma porção de arroz diariamente – branco ou integral – tem no organismo menos gordura e mais minerais, como potássio, ferro e magnésio.

A pesquisadora responsável pelo estudo, dra. Theresa Nicklas, concluiu ainda que adicionar o alimento ao prato todos os dias melhora a saúde por completo, ajuda a equilibrar a pressão arterial e os níveis de colesterol – e, ainda por cima, previne o diabetes. “O arroz tem em sua constituição, principalmente, o amido, que garante energia e ajuda a controlar a glicose”, diz a nutricionista Isabel Jereissati, do Rio de Janeiro.

Além dos minerais, o cereal também é rico em vitaminas A, B1, B2, B3, B6 e E, que contribuem para a formação de glóbulos vermelhos e estimulam a regeneração celular. O melhor jeito de consumi-lo ainda é apostar na tradicional combinação com feijão ou outra leguminosa, como lentilha ou grão-de-bico. “Essa dupla fornece um aporte proteico de boa qualidade e se complementa. O feijão é mais rico em lisina, aminoácido responsável pelo crescimento ósseo e produção de colágeno, enquanto o arroz tem metionina, outro aminoácido importante, que atua na formação dos músculos”, diz a nutróloga Cristiane Ognibene Coelho, de São Paulo. “Um prato de arroz com feijão tem proteínas semelhantes às de uma porção de carne”, diz Isabel.

O valor calórico de todos os tipos de arroz é bem parecido: de 100 a 130 calorias (100 g do ingrediente cozido). Mas seus benefícios mudam de acordo com a variedade do cereal. Aqui, veja os diferentes tipos de arroz e seus benefícios:

BRANCO OU POLIDO
Contém basicamente carboidrato e sua principal função é fornecer energia. É o mais consumido no Brasil, mas é o menos nutritivo, pois as vitaminas e minerais ficam na casca, que é retirada durante o polimento.

INTEGRAL
Fonte de fibras, minerais e óleos essenciais, estimula o intestino, aumenta a saciedade e reduz a absorção de gordura pelo corpo.

NEGRO
Rico em propriedades antioxidantes, auxilia na prevenção de danos celulares e de doenças crônicas, como diabetes, câncer e problemas cardiovasculares. Além disso, tem quase o triplo do valor de proteínas e o dobro de fibras em relação ao integral.

VERMELHO
Contém monocolina, substância que ajuda na digestão, na redução do colesterol e na prevenção de doenças do coração.

SELVAGEM
Apesar de ser conhecido como arroz, na verdade é um tipo de grão. Rico em proteínas, fibras e aminoácidos, é também o que apresenta a menor quantidade de gordura. Bom aliado para dietas restritivas.

Fonte: https://revistamarieclaire.globo.com/