Alimentos que não podem faltar na ceia de Ano Novo

Para quem gosta de comer bem, dezembro é um dos melhores meses do ano.

Afinal, muitas famílias se reúnem em volta da mesa nesta época. No entanto, é possível ficar confuso e até com dificuldades para montar uma ceia que consiga agradar e surpreender os convidados. Além disso, algumas pessoas fazem questão de respeitar certas tradições, como comer bacalhau no Revéillon, afinal o peixe só nada para frente e com isso, o ano que está chegando seria produtivo e sem “atrasos”. Pensando nisso, o consultor gastronômico da La Violetera,  Aaron Phillipe, montou uma lista com alguns ingredientes e algumas dicas que podem tornar a sua ceia ainda mais especial e saborosa.

AZEITE DE OLIVA: O azeite de oliva é um ingrediente bastante versátil. Podemos usá-lo para finalização, cocção, como condimento, etc. Ele deve ser equilibrado, não sendo aceitas notas de sabor rançoso ou demais sabores estranhos à oliva. Temos três tipos no mercado, cada um com suas finalidades específicas. O extra virgem é o suprassumo dos azeites. É o que há de melhor em questão da qualidade e sabor, porém tem custo maior se comparado às outras opções. Nesse caso, a dica é sempre usá-lo de maneira a destacar seu sabor, como em saladas, molhos de emulsão, ou com legumes em salteados e refogados.

AZEITONAS: Podem ser usadas desde petiscos, passando por patês, entradas, recheios e até compondo o prato principal. Majoritariamente são vistas como secundárias, mas quando bem usadas destacam o sabor e o visual do preparo como um todo. São ótimas para o courvet (como patê) ou então para canapés em uma entrada. Além disso, podem ser também processadas para o recheio de carnes e aves.

FRUTAS SECAS: As frutas secas estão entre os ingredientes mais versáteis da gastronomia. Podem ser combinados com pratos doces e salgados, e são ótimas adições para saladas, sobremesas, acompanhamentos, guarnições e até carnes e aves. A escolha das frutas secas passa primeiramente pelo preparo escolhido e pelo valor. Algumas frutas secas são mais acessíveis, outras tem maior valor.

FRUTAS EM CALDA: Podem ser usadas em vários momentos da refeição. Uma dica de uso é como bebida, fazendo coquetéis alcoólicos e não alcoólicos, processando a fruta e acrescentando leite condensado, creme de leite e outras bebidas para diluir. Outro bom uso nesse período de Réveillon é acompanhando a carne suína. O pêssego em calda e a cereja formam bons acompanhamentos. Com elas inteiras pode-se guarnecer a carne, ou até fazer um molho com a fruta processada e um caldo de legumes ou carne. Não é necessário nenhum tipo de limpeza nem lavagem. As frutas em calda podem ser utilizadas direto da compota para o prato.

 

 

 

Fonte: http://obagastronomia.com.br