A origem do Pão

Um alimento muito consumido, sobretudo, nos nossos cafés da manhã, mas também em várias outras refeições diárias. Quando e onde esse alimento tão presente no nosso cotidiano surgiu? Vamos descobrir!

Há relatos que o pão surgiu na Mesopotâmia (atual Iraque) há 12 mil anos, em decorrência do cultivo de trigo, que era moído com pedras. Desse modo eram obtidos os grãos, que eram misturados com a água. O resultado disso era uma massa cozida sobre o fogo.

No entanto, foram os egípcios que descobriram e iniciaram o processo de fermentação. A mistura de água com farinha era exposta ao sol até que ocorresse a formação de bolhas e, a partir daí, eram assadas entre pedras aquecidas.

Na Europa, o pão chegou há aproximadamente 250 anos a.C, sendo inicialmente preparado em padarias. Com a queda do Império Romano, essas padarias foram fechadas e o pão começou a ser fabricado nas próprias residências. A partir do século XVII a França se destacou  na produção desse alimento, sendo considerada como o centro mundial de fabricação de pães.

No Brasil, o pão começou a ser conhecido no século XIX e, entre as variedades existentes, o mais consumido é o pão francês (também conhecido como pão de sal), produzido a partir de uma mistura de farinha, água, fermento e sal. A  Pesquisa de Orçamento Familiar (POF – 2008-2009) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), obteve como resultado que, o consumo per capta do pão francês foi de 53 g/dia no território nacional nesse período.

E o valor nutricional do pão?

O pão é um alimento rico em carboidrato, e o seu maior consumo ocorre no café da manhã, embora também seja consumido nos lanches da tarde.

Utilizando como exemplo 50 gramas de pão francês, ou seja, aproximadamente uma unidade do alimento, temos que:  1 pão francês/ (50g) / 150kcl / 4,0g de proteína / 1,55g de lipídios / 29,3g de carboidrato.

Fonte: metacolher.wordpress.com