A nova geração de amantes de vinho no Brasil

A nova geração de amantes de vinho no Brasil. O vinho é um produto milenar que encantou muitas gerações e até hoje continua encantando, porém cada uma dessas gerações teve uma forma específica de tratá-lo.

A história relata muitas dessas formas de como ele foi tratado, como por exemplo, na época dos grandes artistas onde ele era frequentemente lembrado em poemas, pinturas ou até em esculturas e ele era tido como uma “bebida dos deuses”.

Atualmente em nosso país estamos vivendo uma mudança radical nas gerações dos apreciadores e amantes do vinho e isso se deve graças ao maior acesso à informação que a internet proporcionou, pois hoje o consumidor curioso que queira saber mais sobre vinho, pode pesquisar e ler um pouco em sites ou blogs especializados para que consiga resolver problemas e dúvidas sobre o vinho em alguns minutos.

Até algum tempo atrás, antes mesmo da abertura do mercado para importações nos anos 90 o conhecimento sobre o mundo dos vinhos no Brasil era exclusividade para poucos que tiveram a oportunidade de fazer algum tipo de curso ou ter algum contato com o exterior. As pessoas não sabiam diferenciar os produtos e muitos consumiam vinhos de baixa qualidade por falta de conhecimento e até por falta de opções disponíveis.

A reabertura das importações e o início da chegada de produtos melhores no mercado brasileiro, fez com que os poucos entendedores se diferenciassem dos demais, pois seus gostos ficaram evidentemente diferentes em relação aos “consumidores normais”. Pois estes já possuíam conhecimento suficiente para optar por produtos de melhor qualidade feitos de uvas viníferas, os chamados vinhos finos (até então minoria no mercado).

Alguns desses poucos entendedores começaram a se destacar e se tornar referência em seu ambiente de relacionamento, tendo seus hábitos de consumo avaliados e copiados por outros que também gostariam de degustar e aprender mais sobre vinhos. Foi então que se iniciou uma geração que estava voltada para a perfeição da degustação, onde as pessoas se preocupavam em saber se estavam escolhendo, armazenando, servindo, degustando e comentando sobre o vinho da forma correta.

Essa geração foi crescendo e o Brasil começou a dar seus primeiros passos em direção ao bom gosto do vinho, pois esse consumidor já possuía conhecimento necessário para avaliar os produtos e saber diferenciá-los. A partir de então, o mercado do vinho passou a ser um grande negócio, as importadoras começaram a surgir e as vinícolas nacionais e se reinventar, pois os grandes entendedores buscavam sempre pelos melhores vinhos para compartilhar em grupos ou confrarias.

Apesar de essa geração ter sido fundamental para o crescimento dos amantes do vinho e para a melhora do produto que era comercializado e produzido no Brasil, ela também afastou muitas pessoas que poderiam gostar de tomar vinho, mais por algum motivo enxergaram que existia muita dificuldade ou muita sofisticação em todo aquele processo de escolher, armazenar, servir e degustar da maneira correta. Esse preconceito que surgiu, colocava o vinho como exclusividade de uma classe social elitizada e de um seleto grupo de pessoas de difícil acesso!

A partir dos anos 2000 com o aumento da popularização do vinho e posteriormente o fácil acesso à informação que a internet proporcionaram ao consumidor está fazendo com que esse preconceito aos poucos suma, assim atraindo novos adeptos que antes nem pensavam que poderiam gostar e consumir vinhos de qualidade. Criando uma nova geração de amantes que descobriu o gosto e a paixão pelo vinho de uma forma diferente dos antigos.

Mesmo um leigo, hoje pode saber o mesmo que qualquer outro, pois na internet se encontram informações suficientes para o consumidor dar seus próprios passos em sua descoberta do mundo do vinho, fazendo com que aquela preocupação demasiada em estar “fazendo errado” começasse a sumir e aos poucos atrair aquela pessoa que tinha receio sobre o consumo do vinho.

A partir dessa forma simples de encarar o vinho, o novo consumidor está voltando a fazer exatamente como as pessoas faziam na antiguidade e desfrutando não apenas do vinho, mas também de tudo o que ele envolve como a paisagem, as companhias, a comida, a música, as risadas, etc.

A mensagem que essa nova geração está passando para o Brasil é:

As informações sobre o vinho existem, estão disponíveis para todos e ajudam muito para que você aproveite melhor o vinho, porém degustar vinhos deve servir para deixar sua vida cada vez mais feliz e não complicada, sistemática e cheia de regras! Não se prenda e desfrute do vinho que preferir, do jeito que preferir, onde preferir e com quem preferir.

Se você também está entrando nessa nova geração de apaixonados por vinhos assim como eu, que aliam informação a descontração e o prazer: Tim Tim! Desejo que sempre tenham motivos e ótimas experiências com seus próximos brindes.

Fonte: dino.com.br