7 acessórios para degustar vinhos como um expert

 

Existem muitos artefatos que foram criados para tornar a vida dos amantes do vinho um pouco mais fácil. Nesta oportunidade, destacamos 7 elementos básicos que não podem faltar e outros que você pode pensar em incorporar.

1 – Saca-rolhas

Um saca-rolhas é um elemento fundamental. Um verdadeiro amante do vinho deve ter o seu sempre à mão. É verdade que existem vinhos com tampas de rosca, mas a maioria estão selados com uma rolha.

Existem saca-rolhas de alavanca, de asas, e até elétricos, mas o mais recomendado é o de dois tempos, pelo seu tamanho, simplicidade e eficácia.

2- Decantador

Como vimos em nosso Wine Blog, alguns vinhos precisam “respirar” alguns momentos antes de ser bebidos, especialmente os de colheitas antigas.

O decantador permite que o vinho se expresse melhor, tanto em aromas como no corpo. Você só tem que verter o vinho no decantador, mexer um pouco e esperar alguns minutos. Não se esqueça de manter o decantador limpo e sem cheiros.

3- Aerador

Cumpre a mesma função do decantador, mas em menos tempo. Coloca-se a garrafa no momentode servir para que o vinho circule por um filtro, oxigenando o mesmo justo antes de chegar na taça.

Existem diferentes tipos de aeradores: de metal, plástico e de vidro, alguns com designs inovadores e outros que se destacam por ser simples e práticos.

4- Corta gotas

É muito normal que algumas gotas escorreguem pela garrafa no momento de servir, machando a etiqueta, a roupa e/ou o toalha da mesa.

Para evitar isto, existem os corta gotas, uma espécie de anel que se coloca no pescoço da garrafa para que absorva estas gotinhas chatas. Outro tipo de corta gotas é aquele que se introduz na “boca” da garrafa, formando um canal por onde passa o vinho, e evitando que as gotas vazem.

5- Taças

As taças são fundamentais, não somente para o som do brinde, mas também para apreciar todas as qualidades do vinho. Uma boa taça permitirá que o vinho se oxigene bem e, além disso, dará ao degustador a possibilidade de observá-lo e senti-lo melhor.

Outro aspecto positivo, é que, ao segurar a taça pelo talo (como deve ser), evitamos que o vinho esquente com a temperatura da mão. Importante: no momento de lavar as taças, devemos ter cuidado para não deixar resíduos de detergente, já que isto poderia arruinar nosso vinho.

6- Tampas

Ao abrir uma garrafa, o mais recomendado é tomá-la inteira. No entanto, caso você necessite guardá-la para continuar tomando em outro momento, é muito importante selar bem para que o vinho mantenha sua qualidade.

Existem tampas especiais, a maioria de silicone, que se encarregam disso. Claro que você também pode usar a mesma rolha, se estiver em bom estado.

7- Balde

A forma mais fácil de resfriar um espumante ou vinho branco é colocando-o num balde com gelo e água. É muito mais prático quando você está num lugar onde faz calor, e mesmo assim, devemos ser cuidadosos e evitar que nosso vinho ou espumante esfrie demais.

Por exemplo, os espumantes, rosés e late harvest devem estar a mais ou menos 6° ou 8°. Enquanto os SauvignonBlanc e Riesling a 8° ou 10°. Por sua vez, o Chardonnay deve estar entre os 8° e 10°, dependendo de sua guarda em barril.

Fonte: conchaytoro.com